<< Voltar


29 - Maio/2015

 A SAÚDE NA PRODUÇÃO DO FUMO
 

O foco para o setor produtivo da folha do tabaco, cresceu em todo o mundo, desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS), por considerar que o tabagismo é uma doença pediátrica e que comprovadamente causa males a saúde, colocou o assunto em pauta internacional com o Tratado intitulando no Brasil, como Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco. Em outubro de 2015, o Brasil estará comemorando 10 anos da ratificação da Convenção-Quadro. Cumprindo com esse tratado, o trabalho realizado no país apresentou mudanças na conjuntura da cadeia, embora muitos ainda são os desafios. 

Por iniciativa do Governo Brasileiro, tem havido a promoção de projetos para fomentar alternativas produtivas e de renda economicamente viáveis para os agricultores produtores de tabaco diminuir sua dependência nessa cultura. Também tem havido ações para a proteção da saúde das pessoas e do meio ambiente e para a restrição ao apoio e aos subsídios relativos à produção do tabaco.

Neste contexto, muita especulação é criada por parte da indústria e de seus aliados, com o intuito de atrapalhar o trabalho que vem sendo realizado, que busca fortalecer o agricultor familiar e fornecer a este, condições de decisão para diminuir ou até mesmo deixar de produzir tabaco. Com o intuito de compreender melhor a compreessão que as famílias tem com a delicada correlação da produção do tabaco e a saúde das pessoas envolvidas direta ou indiretamente na produção, o Deser acompanhou cinco famílias que residem na região Centro Sul do Paraná. Acompanhe os resultados...

 
Baixe o arquivo completo em:
 
 
  NESTA EDIÇÃO






Rua Ubaldino do Amaral, 374 Alto da Glória CEP 80060-190 • Curitiba-PR tel (41) 3262 1842 fax (41) 3362 3679
www.deser.org.br e-mail: deser@deser.org.br



<< Voltar